Manelão: um exemplo de simplicida​de

Foi com grande pezar que neste mês de dezembro comunicamos o falecimento de Manuel Martins de Almeida, mais conhecido como Manelão.

Poeta e músico, defensor da vida simples e comunitária, estava ao lado dos movimentos sociais que lutam pela terra e autonomia. Alguns integrantes do MJD Brasil tiveram contato com ele quando participaram do Mutirão Dominicano, em Conceição do Araguaia, no Pará, local que Manelão morava. Neste período, puderam compartilhar as experiências com Manelão, ouvir suas músicas e histórias. Abaixo está um depoimento de Lívia, do MJD São Paulo, sobre Manelão:

“Fiquei sabendo da morte do nosso querido Manelão, ontem (10/12/11) no final da tarde. Estou muito triste por essa grande perda que tivemos! Era uma pessoa muito especial, forte que contagiava à todos com sua música, com seu jeito simples de viver de pés descalços no chão.

Deixo aqui minhas condolências à família de Manelão, começando pela bela Angelita, uma de suas filhas e grande companheira de mutirão, até toda a família dominicana que sei que sentirá sua perda para todo o sempre.

Escrevo esse e-mail ao som das músicas desse grande homem exemplo de vida cristã. Agradeço a Deus por ter tido a oportunidade de conhece-lo!

Música que me lembra nosso amigo:

O grito

“Iê a ô, Araguaia cadê seu cantor?
Aquele homem que cruza as montanhas de pés no chão,
A viola no ombro, o livro da verdade na palma da mão,
Os pés calejados e o rosto queimado do sol do sertão.
Iê a ô, Araguaia cadê seu cantor?
Aquele homem que canta as belezas do Araguaia,
palavras correntes quebrando as cercas,
Tombando, caindo no chão,
É um grande poeta, da esperança e da libertação.
Iê a ô, Araguaia cadê seu cantor?
Aquele homem que grita nas margens do Araguaia,
Quiserem calar sua voz, a semente da inspiração.
Mas ainda é forte, este grito em nosso coração.”

Música de Jota de Xinguara, do CD “Filho da liberdade: Antologia Musical – Manelão

Deixamos também aqui alguns links, para divulgarmos o trabalho e a vida desta grande figura que deixa ótimos exemplos:

Vídeo que Manelão fala sobre criar raízes, durante o Mutirão Dominicano em 2011, em Conceição do Araguaia, aos jovens

Uma das músicas de Manelão

Anúncios

Dois anos de MJD Brasil

Há dois anos foi oficializado no dia de N.Sa. de Guadalupe, na Capela do Col. Sta. Catarina de Sena em São Paulo, o Movimento Juvenil Dominicano do Brasil. Fruto de uma trajetória de um grupo de jovens amigos que buscavam um novo horizonte de formação, contemplação e pregação dentro da fé Cristã.

Que neste nosso 2º aniversário de vida possamos reforçar o nosso lema de “Contemplar e levar ao outro aquilo que foi contemplado” por nossos diferentes caminhos e vocações, em nossa prática diária.

Só temos a agradecer a Família Dominicana, que se faz presente pelas Irmãs, pelos Frades e pelos Leigos, que apoiam e acreditam neste novo projeto de Juventude atuante com a missão de ser fogo que acende outros fogos.

Um agradecimento às nossas famílias, que são a base do nosso discernimento em forma de amor e cuidado diário. Sem o apoio deles, nossa missão perderia o sentido. A Deus, que conosco sempre esteve e estará, iluminando nossos caminhos e nos falando das mais diversas formas. Parabéns a todos os jovens, assessores e amigos do MJD do Brasil!

Que venham os encontros, as caminhadas, as viagens, as missões e os retiros. As risadas, as pizzadas, as brigas e as pazes. Que venha mais um ano de vida repleto de aprendizado em nosso caminho de fé.

Jovens Dominicanos,
O nosso claustro é o Mundo!

Paz e bem!
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Acolhida de novos membros e postulantes MJD SP

Celebração do Ano e acolhida de novos membros e postulantes do Movimento Juvenil Dominicano de São Paulo

Dia 11/12 (Domingo), às 15:30, no Col. Sta. Catarina de Sena (R. Manoel da Nóbrega, 307, próximo a Av. Paulista e a estação Brigadeiro do metrô).

Tivemos um ano cheio de encontros e desencontros, e agora é o momento de louvar e agradecer a Deus por tudo que temos e somos. A celebração será presidida pelo Provincial OP, Frei Edmilson sendo este mais um motivo para nos felicitarmos.

Aqueles que vão adentrar ao movimento (postulante ou membro) e que querem ajudar na celebração devem chegar as 15h para conversa

Importante:
A todos sobre fazer parte do Movimento:

A vida Cristã, por ser comunitária, deve nos levar a buscar uma comunidade que nos ajude a se desenvolver como pessoas dentro de um movimento de enriquecimento mútuo. Existem vários tipos de comunidades de vida Cristã, nós somos o Movimento Juvenil Dominicano e prezamos por alguns valores que se refletem na nossa forma de ser. Todos são convidados a participar dos nossos encontros já que o nosso carisma é o da evangelização nos seus diversos “módulos”.

Dito tudo isso, devemos realçar uma questão muito importante. Dentro do Movimento existe um grau de apaixonamento onde o participante não se sente mais satisfeito em apenas caminhar com o grupo. Como um namoro que deve ser fruto de uma convivência em que as partes se unem por se cativarem e se sentirem como duas metades de uma todo, entrar para o MJD deve ser resultado de um envolvimento que leva a um desejo ter um “estilo de vida” específico, ligado à Ordem dos Pregadores.

Vou ser ousado o suficiente para dizer que vestir a Camiseta Preta do Movimento deve ser um desejo de querer se dedicar a Deus (concomitantemente a si e ao outro) ao estilo “Dominicano” laico. É se consagrar um religioso ao nosso modo e isso requer comprometimento e apaixonamento com a causa.

Domingo, dia 11 ás 16h30 é o dia de revigorarmos nossa paixão e de dar oportunidade para outros se apaixonarem conosco.

Leonardo De Laquila – Léo
Primeiro Ministro do Movimento Juvenil Dominicano do Brasil