MJD Brasil na JMJ 2013

por Frei Claudemir Rodrigues, OP.

jmjMJD

Inspirado pela experiência de grandes encontros de jovens oriundos de todos os recantos do mundo, em eventos especiais ocorridos nos Domingos de Ramos em Roma nos anos de 1983 e 1984, o Papa João Paulo II estabeleceu a Jornada Mundial da Juventude como um meio para alcançar a nova geração de católicos e ajudá-los a vivenciar melhor a sua fé.

A JMJ é a celebração da unidade e da diversidade. Pois o que poderia ser visto como barreiras, exemplo: o idioma e as diferentes culturas, tornam-se espaço para o crescimento e o acolhimento do outro, do irmão que vive a mesma fé, expressa em outra língua, com outros costumes, nos faz relembrar a Carta de Paulo que diz: há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. (1 Coríntios 12:4-6). E, por isso, uma expressão da certeza de que Deus trará para a humanidade uma nova época, da justiça, da paz e da fraternidade universal.

A JMJ não se trata de mais uma reunião de massa, ou mesmo de show, mas de um encontro de jovens que se vinculam em seus grupos de base e que se dispõe a celebrar sua fé com os demais, que a eles se conectam vindos dos diversos lugares do mundo, unidos pelos vínculos da mesma fé.

Logo, a JMJ é um evento. Possui uma proposta de integração e articulação das juventudes. Lógico que tal evento não está imune a críticas, e estas não são poucas, e são legítimas. Toda crítica é legítima, pois é a expressão da liberdade humana de pensar. Entretanto, não podemos nos deixar levar pelo pessimismo que paralisa e conduz à covardia. Precisamos enxergar este evento, pela ótica de sua proposta formal. E aproveitarmos todas as suas etapas para vivenciar com entusiasmo e paixão o amor pelo próximo que nos visita. Para nós, como cristãos dominicanos, isto não é nenhuma novidade, haja vista, ser nossa atenção e acolhida ao outro uma expressão de nossa obediência ao Pai. (Timothy Radcliffe, O.P. – Liberdade e Responsabilidade Dominicana).

Enquanto MJD Brasil, achamos por bem, vivenciar a experiência do JMJ 2013, no que se refere à estadia no Rio de Janeiro, pedindo hospedagem no colégio de nossas irmãs dominicanas, Colégio Santa Rosa de Lima. Lá ficarão todos os jovens que possuem contato com a Família Dominicana, a ideia é confraternizar em Família. Portanto, precisamos saber quantos jovens ligados ao MJD Brasil irão à Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro. Pedimos que nos deem essa informação o quanto antes, pois a proposta é formarmos grupos como MJD, os jovens viriam de suas realidades e chegando no Rio de Janeiro, deveriam se dirigir ao Colégio citado, para participarmos da JMJ como família dominicana no Brasil, unidos em nossa diversidade.

 Vamos aderir a este projeto, prepare seu grupo, mande seus dados, e vamos vivenciar este momento de confraternização família dominicana. E não esqueça de trazer sua alegria, vibração e alguma forma de expressão da sua cultura, música, dança, roupa, comida, para nas noites no colégio fazermos belas e animada noites culturais, e assim podemos acolher os jovens, nossos irmãos dominicanos, como você, de um modo bem nosso, bem brasileiro. Contamos com a participação de todos vocês.

Um forte abraço a todos e todas!

Fr. Claudemir R. da Silva, O.P.

 

– – – –

Quer se inscrever para viajar com o #MJDBR para a JMJ Rio 2013?

Entre em contato conosco pelo e-mail mjddobrasil@gmail.com.

#mjdbr #jmj

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s