Semana São Domingos de Gusmão – Dia 5

Hoje vamos refletir sobre a firmeza de Domingos com tudo aquilo que se propunha fazer.

Domingos estava sempre saindo de sua zona de conforto. Mesmo no medo, seguia em frente com uma firme certeza de que não estava só. Ser firme com aquilo que nos é confortável é simples, Domingos não se contentava em falar do Amor de Deus para aqueles que já eram de Deus. Ele queria muito mais, e por isso se arriscava em meio aos Cátaros, (para os Cátaros, o corpo, como toda a matéria, é má e por isso deve ser combatido) Domingos se arriscava para trazer às pessoas a uma vida mais plena. Muito dessa característica se deve a grande sensibilidade de Domingos com as coisas. Conversava com Deus como um amigo fala com o outro, de forma que “sempre estava ou falando de Deus para os Homens ou dos Homens para Deus”.

A Cidade de Carcassone era um dos lugares onde os Cátaros mais perseguiam Domingos. Quando o encontravam cuspiam-no no rosto, atiravam-lhe barro e tantos outros objetos pelas costas, no entanto, ele não fugia. Saía com simplicidade, andando naturalmente e respondia a tantas ameaças primeiramente com o exemplo de vida e depois lhes dando das formas mais sabias as razões de sua fé.
Tamanha firmeza e docilidade não permitia que as pessoas lhe fossem indiferentes e dessa experiência muitos se encantaram e muitos se encantam até hoje.

Para refletir:

• Sou firme com aquilo que é necessário, mesmo que me tira da zona de conforto?
• Partilhar.

Para rezar:

Pai Nosso, e

Oração Cardeal Newman

Senhor Jesus, não fiques escondido dentro de mim
Olha pelos meus olhos
Ouve pelos meus ouvidos
Fala pelos meus lábios
Oferece-te através de minhas mãos
Caminha pelos meus pés
Que a minha pobre presença humana faça lembrar, mesmo que de longe, a tua divina presença

Um fraterno abraço,
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Anúncios

Semana São Domingos de Gusmão – Dia 4

Duas das grandes qualidades de São Domingos eram sua capacidade de escutar e a docilidade de sua fala, mesmo nos momentos que ele precisava combater as injustiças. Conta o seu primeiro biógrafo, Beato Jordão da Saxônia, que no ano de 1204, São Domingos acompanhava D. Diego de Acevedo, Bispo de Osma, em uma missão diplomática. O rei de Castilla, Alfonso VIII queria casar seu filho Fernando com uma princesa da Dinamarca e por isso enviou D. Diego e Domingos para intermediar os acertos.

Após passarem por Tolouse (França), fadigados pela viagem, resolveram parar em uma hospedaria, juntamente com toda a comitiva real. Aquela região estava dominada pelos Cátaros (ideologia que distorce a doutrina cristã, principalmente as relacionadas a Importância do Corpo como Objeto do Sagrada, para os Cátaros, o corpo, como toda a matéria, é má e por isso deve ser combatido) e por isso o local despertava uma grande preocupação em todos os viajantes.

Ao entrar na hospedaria, enquanto todos se recolhiam em seus aposentos, Domingos resolve socializar com aqueles que estavam a conversar no hall da estalagem. Eram Cátaros. Domingos se coloca primeiro a ouvir e aos poucos entra na conversa colocando luz as questões defendidas cegamente.

Diziam: O corpo é objeto do diabo, e deve ser destruído para que possamos alcançar o que é Divino.
São Domingos questionava: Vocês acreditam em Jesus Cristo como filho de Deus?
Os Cátaros respondiam: Sim, o verbo encarnado, salvador de toda a humanidade!!!
E Domingos replicava: Diz-me, irmãos, se a carne é tão má e repugnante, por que o Verbo de Deus, Jesus cristo, se fez carne?
O silêncio tomava conta do local e aos poucos todos reviam suas posições crescendo na fé e na Caridade.

Para refletir:

• Sou capaz de ouvir e respeitar o diferente?
• Partilhar.

Para rezar:

Pai Nosso, e

Oração Cardeal Newman

Senhor Jesus, não fiques escondido dentro de mim
Olha pelos meus olhos
Ouve pelos meus ouvidos
Fala pelos meus lábios
Oferece-te através de minhas mãos
Caminha pelos meus pés
Que a minha pobre presença humana faça lembrar, mesmo que de longe, a tua divina presença

Um fraterno abraço,
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Semana São Domingos de Gusmão – Dia 3

Hoje é o dia de São Domingos de Gusmão. Homem que direcionou sua vida à concretização no mundo da proposta do Evangelho de São Mateus: “Eu quero misericórdia e não sacrifício”. Para que isso acontecesse, Domingos criou a Ordem dos Pregadores, Ordem essa que vive a quase 800 anos sobre três pilares:

Oração, Estudo e Vida Comunitária com o intuito da pregação.

Esses pilares, dentro do carisma dominicano, se completam e por isso não podem ser vividos separadamente.

A Oração sem Estudo cega o Homem, tornando-o alienado, longe de Deus que antes de tudo é a Própria Verdade;
O Estudo sem Oração ou uma vida espiritualizada leva o Homem à arrogância, já que nós, humanos, tendenciamos a querer julgar o outro através de nossa razão, nosso ponto de vista, nos colocando no centro de tudo e assim nos tornando egocêntricos – EU sei, EU posso… não preciso de Deus e de ninguém!
A Vida Comunitária nos leva a sairmos de nossa zona de conforto o que nos ajuda a percebermos o quanto precisamos aprender (Estudo) e que o amor a Deus se dá na prática do amor ao próximo (Oração).

Nesse dia tentaremos vivenciar profundamente a VIDA DE COMUNIDADE. Fazemos parte da Família Dominicana e assim nos portemos como irmãos reconhecendo em cada um, alguém que nos ajuda a nos tornarmos melhores.

Para rezar:

Pai Nosso, e

Oração Cardeal Newman

Senhor Jesus, não fiques escondido dentro de mim
Olha pelos meus olhos
Ouve pelos meus ouvidos
Fala pelos meus lábios
Oferece-te através de minhas mãos
Caminha pelos meus pés
Que a minha pobre presença humana faça lembrar, mesmo que de longe, a tua divina presença

Um fraterno abraço,
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Semana São Domingos de Gusmão – Dia 2

São Domingos viveu em uma época de muita conturbação social e religiosa. Fazia tempo que a guerra contra o domínio mouro dominava toda a Espanha, luta que só veria seu fim em 1492, quando os muçulmanos foram definitivamente expulsos pelos Reis Católicos, Fernando e Isabel.

Naquele tempo de domínio Mouro, existia um local chamado desterro, destino onde prisioneiros de guerra passavam o resto de sua vida; salvo quando alguma pessoa comprava sua liberdade com uma grande quantia de dinheiro.

Certo dia, uma mulher apresentou-se a Domingos, suplicando-lhe, com lágrimas nos olhos, uma ajuda em dinheiro, para resgatar seu irmão, feito prisioneiro árabe no desterro. Naquele momento, Domingos, que era de família abastada, estava sem dinheiro, e não sabia como ajudá-la. Tomado pelo sentimento de compaixão, utiliza de todas as possibilidades para libertá-lo até que não tendo mais o que fazer colocou-se à venda para tentar resgatar o prisioneiro.

Só uma pessoa que ama é capaz de se solidarizar com o sentimento do outro. Domingos se sentia aterrorizado pela dor alheia, que não era pouca em sua época; e por isso largou todo o luxo de sua casa para lutar pelo bem comum.

Para refletir:

• Quais são os problemas sociais que estão a nossa volta? Sou capaz de me indignar com eles?
• Na nossa sala de aula existe compaixão pelas pessoas que tem dificuldade?

Para rezar:

Pai Nosso, e

Oração Cardeal Newman

Senhor Jesus, não fiques escondido dentro de mim
Olha pelos meus olhos
Ouve pelos meus ouvidos
Fala pelos meus lábios
Oferece-te através de minhas mãos
Caminha pelos meus pés
Que a minha pobre presença humana faça lembrar, mesmo que de longe, a tua divina presença

Um fraterno abraço,
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Semana São Domingos de Gusmão – Dia 1

Essa semana celebraremos a vida de São Domingos de Gusmão, o pregador da graça, fundador da ordem dos Pregadores. São Domingos nasceu em Caleruega, Espanha, em 24 de junho de 1170, e faleceu em Bolonha, Itália, no dia 06 de agosto de 1221. Filho de Joana de Aza e Félix de Gusmão, Domingos nasceu na zona de fronteira do Reino de Castela. Seus pais pertenciam à pequena nobreza guerreira, encarregada de assegurar as guarnições militares da fronteira com o sul dominado ainda pelos muçulmanos. Seu pai, Félix de Gusmão, queria entusiasmá-lo pelas armas, levando o menino para o meio de seus soldados; porém Domingos preferia andar com a mãe, Joana de Aza, mulher faminta por ajudar os inúmeros humanos atingidos pela guerra.

Conta a tradição que Dona Joana, quando grávida de Domingos, certa noite sonhou que dava à luz a um cachorro branco e preto que segurava na boca uma tocha, com a qual ia incendiando todos os lugares onde passava. Preocupada com um sonho tão real e medonho, foi às pressas visitar o mosteiro de São Domingos de Silos, e pediu ao monge que fizesse a interpretação daquele sonho. Na intimidade de sua oração ouviu a seguinte resposta: “Seu filho será um fervoroso pregador do Evangelho e com sua palavra atrairá muitos a conversão”.

Nessa semana de São Domingos, vamos tentar compreender melhor o significado de ser um “pregador” ao estilo Dominicano.

Rezemos então pedindo a Deus a graça de fazermos de nossa vida uma fonte de esperança para tantos que necessitam de ajuda e assim rezemos todos juntos a Oração do Cardeal Newman.

Oração Cardeal Newman

Senhor Jesus, não fiques escondido dentro de mim
Olha pelos meus olhos
Ouve pelos meus ouvidos
Fala pelos meus lábios
Oferece-te através de minhas mãos
Caminha pelos meus pés
Que a minha pobre presença humana faça lembrar, mesmo que de longe, a tua divina presença

Um fraterno abraço,
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

 

Repercussão do retiro em Santa Cruz do Rio Pardo

Depois do maravilhoso retiro em Santa Cruz do Rio Pardo recebemos alguns depoimentos… Vamos conferir:

Queno
Foi algo inesperável, achei que seria como o ano passado, onde ficávamos sentados e ouvindo as palestras, fiquei surpreso com tanta coisa diferente. Lugar onde ter os momentos de partilha foi o que eu mais gostei, pude contar a minha história e ouvir a dos outros, e fora as risadas que demos não é Léo?? rs

Todas as dinâmicas eu adorei, ainda mais quando teve o “cochilo” rsss (Samaritano). Vocês furaram minha bolha (sorrindo). Os melhores dias de alimentação do ano rsss.

Frase: Nóis era assim I I agora somos assim X

Aline
Relutei ao confirmar minha inscrição, uma vez que e achei que seria a mesma coisa dos outros retiros. Cheguei e vi pessoas com uma metodologia totalmente diferente da que estamos acostumados no retiro, ainda mais com as músicas maravilhosas. Parabéns!!!

A dinâmica do Samaritano foi incrível… rss como sempre eu apaguei no meio – isso sempre acontece. Enfim… inesquecível!!!

Frase: “Estou de olho em você”

Patrícia
Pra mim foi o 2° retiro, e já achei que mudou muito, surpreendente e atrativo a primeira vista, depois do primeiro dia no domingo apaixonante, tanto pelas dinâmicas como pelas músicas e celebrações.

Frei André é demais, não tem como cansar de ouvir ele falando, muito inteligente.

Vocês são demais, poderia ficar a noite inteira aqui tentando agradecer, mais não seria o bastante. Obrigado!!!

Frase: “Léo, vou rezar por vc !!!”

Dienefer
Uma experiência inesquecível. Fui na intenção de ser mais um dos retiros como os outros, vou toda “armada”, no sentindo de ir de cabeça erguida e sabendo q tinha q me passar por forte. Diante da situação que passei.

Chego e no domingo Léo me desarma completamente quando fala das máscaras… que vivemos com máscaras. Realmente vivo com muitas máscaras, mais não faço por mal.

A experiência do Cristo pelo texto do Pequeno Príncipe foi incrível, lavei a minha alma. As músicas sempre animadoras e que ecoavam no meu coração um tanto cheio de angústia e felicidade.

A experiência incrível na conversa com Frei Lele (Leandro), de poder abrir meu coração pra ele, e poder desfrutar da inteligência desse cara. Obrigado!!!

Ficaria aqui a noite inteira falando cada ponto que vivi lá com vocês… mas não poderia expressar todos… Obrigado por terem me ajudado!!!

Frase: “A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.” Antoine de Saint-Exupéry

Laura
Amei a mística do retiro, a essência do Sagrado que vocês nos permitiram aprofunda até mesmo o encontrar.

O Pequeno Príncipe sempre me emociona e com aquele aspecto não foi diferente. Lindo!!! É lindo ver o quando vocês são unidos e compartilham experiências, e mais ainda por serem jovens… jovens evangelizando jovens.

Frase: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”

Silvio
Foi surpreendente quando podemos nos reunir no mais íntimo encontro com Deus, somos muito agitados, o silêncio nos ajudou a ficarmos mais calmos e pensarmos mais em nossos atos. E poder nos descobrir.

Foi difícil o silêncio nas refeições, mais sei que é preciso rsrs, mesmo tendo dificuldade. A dinâmica do Samaritano foi o que mais gostei, além das músicas que não saem da minha cabeça. Meu grupo de partilha foi ótimo… Momentos onde pudemos compartilhar aquilo que estávamos sentindo.

Frase: “Um abraço para vocês!”

Obrigado a todos vocês por participarem dessa família!

Paz e bem!
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Retiro de carnaval em Santa Cruz do Rio Pardo – 2011

Do dia 5 ao dia 8 passamos dias incríveis! O Movimento Juvenil Dominicano do Brasil teve o prazer de pregar o retiro de carnaval em Sta. Cruz do Rio Pardo junto a diversos grupos da região na casa de retiro das Irmãs Imeldinas.

O tema trabalhado no retiro foi “Juventude em marcha contra a violência”, e teve como foco o Homem e sua busca desordenada como fator primeiro da violência. Encontramos 20 jovens que experimentaram pela primeira vez um retiro contemplativo. Foi uma grande experiência para nós, enquanto MJD, acolher jovens de outras realidades espirituais.

Damos espaço agora para que eles mesmos falem de suas experiências!

O Movimento Juvenil Dominicano do Brasil está de braços abertos para vocês! Obrigado pela partilha!

Paz e bem!
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Retiro MJD 2010

Nos dias 3 a 6 de setembro se realizou no Col. Santa Catarina de Sena o Retiro de 2010 do Movimento Juvenil Dominicano. Estiveram presentes 35 jovens, sendo 3 do Col. São José de Limeira (SP) de diversas idades, refletindo sobre o tema Da vocação Humana a vocação Cristã.

O tema foi desenvolvido dentro de dois blocos. No primeiro os retirantes foram levados a refletir sobre a condição humana: o Homem como um ser de Escolhas, criado a imagem e semelhança de Deus, dono de um corpo físico e intelectual. Concluímos o dia nos questionando sobre “o que estamos fazendo de nossa humanidade?”. O segundo bloco contemplou a figura do Cristo presente no Novo Testamento.

Com a pergunta: “No que implica sermos cristãos?”, estudamos a Carta a Diogneto observando a conduta das primeiras comunidades Cristãs fazendo uma comparativa com a nossa prática atual.

Dinâmicas, estudo, oração contemplativa, música… tudo disposto para ajudar a prática do silêncio e o encontro com o Sagrado.

Paz e bem!
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil

Retiro MJD, setembro de 2010

Olá queridos irmãos de caminhada.

Do dia 03/09 (sexta-feira, às 19h), ao dia 06/09/2010 (segunda-feira, às 13h), o Movimento Juvenil Dominicano realizará no Colégio Santa Catarina de Sena o seu retiro anual. Nesses dias iremos refletir sobre a nossa vocação pessoal junto ao papel do leigo na sociedade, a partir de nossa vocação. Para isso, pedimos que venham com espírito despojado, desejoso de estar pleno de Deus e vazio do desnecessário.

O custo desse retiro será de R$ 40,00, devendo ser pago o quanto antes e até a sexta-feira do dia 03/09.

O que trazer?

– Bíblia, de preferência a Edição Pastoral
– Caderno para anotação
– Caneta ou algo para anotações
– 2 mudas de roupas despojadas para utilizar durante o dia
– “Roupa de missa” (estará à venda a camiseta do Movimento de cor branca, no valor de R$ 13,00. Se tiver interesse, enviar por e-mail a numeração para prepararmos a do seu tamanho. Aqueles que tiverem a camiseta do Movimento, por favor, trazer).
– Pijama
– Chinelo
– Roupa de banho e produtos de higiene pessoal
– Colchonete ou colchão (dormiremos ao estilo de acampamento dentro das salas de aula)
– Cobertor e travesseiro

Entremos em oração para chegarmos preparados e assim criarmos um ambiente de oração profunda e despojamento.

Colégio Santa Catarina de Sena
R. Manoel da Nóbrega, 307 – metrô Brigadeiro, São Paulo – SP
Contato: (11) 3284-5656

Mais informações pelo email: laquilaleonardo@yahoo.com.br

Paz e bem!
MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil